sexta-feira, 6 de março de 2009

WATCHMEN - O Filme


Lembro de quando Peter Jackson anunciou mudanças e cortes na sua adaptação de Senhor dos Anéis para o cinema. Os fãs mais xiitas quiseram a cabeça do diretor na hora, mas depois que os filmes estrearam, apagaram o facho e até Oscar o filme levou. Perceberam que as mudanças e cortes foram necessários e nada interferiram na história. Acontece a mesma coisa com Watchmen, que estréia hoje no circuito mundial (é aqui no Brasil também). O filme de Zack Snider é certeiro no quesito "enxugar uma história". Tá certo que sempre a gente vai achar que faltou algo específico, mas o essencial do quadrinho está lá. Mais próximo do original impossível. Dúvido muito que outro diretor tivesse a coragem de manter cena a cena os movimentos da mini-série original, até mesmo o monólogo do Dr. Manhattan em Marte. Mas o que realmente pode pegar para Watchmen (no mal sentido) é que ele é TOTALMENTE voltado para o leitor/fã da obra. Muita coisa está subentendida, apenas lembrada vagamente, coisa que pode confundir o público que não conhece o original. Isso é fato, pode ser um desastre em termos de arrecadação. Por outro lado temos uma obra-prima em matéria de adaptação de quadrinhos. Não vou dizer que é a melhor, porque todo mundo fala isso quando um novo filme sai. É uma das melhores, pronto. Cores impressionantes, camera lenta bem utilizada e sem exageros e trilha sonora maravilhosa. Quanto as atuações, bem vou direto ao ponto: Rorschach e o Comediante roubam a cena quando aparecem. Jackie Earle Haley tem uma atuação digna de premiação, tanto com máscara quanto sem ela. Você consegue acreditar na vida de sofrimento que Walter Kovacks teve e entende como ele se tornou Rorschach. O restante do elenco também não faz feio, e até mesmo Patcik Wilson encarna Dan Dreiberg de forma suprema. E, apesar dos recursos digitais que criaram o Dr.Manhattan, Billy Crudup assume totalmente o controle de John Osterman. Muita gente está reclamando que o Dr. Manhattan deveria ser um ser "divino" sempre que desse o ar da graça, mas é exatamente isso que ele não é. Aliás ele não está nem ai com a humanidade, alheio a tudo, sempre pensativo e vago. Nada mais interessa a ele. Agora o ponto chave de muita discussão: o plano final. Não existe o alienígena como nos quadrinhos e eu acho que é melhor assim. Se você não conhece o final da história é melhor parar de ler por aqui! A solução final nos quadrinhos não funcionaria no cinema, e eu também acho ela muito piegas na hq. Sim! não estou maluco não. A vibe toda de Guerra Fria é muito tensa pra um único alienígena (morto) explodir uma única cidade e fazer com que o mundo entre em paz, a ponto até mesmo da cultura do dia-a-dia de duas nações supostamente inimigas se fundirem (Burg´n´Borg). A causa de uma paz momentânea que seja, deveria vir através de um plano muito maior e de mais impacto mundial. Cada nação deveria ter motivos para essa onda de "paz e amor", por isso acredito que o plano do homem mais inteligente do mundo é muito melhor no cinema. Vai ter gente xingando, mas fazer o que? Não se agrada todo mundo, nem mesmo o criador dessa obra-prima, aliás o que agrada ele?

Watchmen
Tempo de Duração: 163 minutos
Ano de Lançamento (EUA / Inglaterra / Canadá): 2009
Site Oficial: www.watchmenofilme.com.br
Estúdio: Warner Bros. Pictures / Paramount Pictures / DC Comics / Lawrence Gordon Productions / Legenday Pictures
Distribuição: Paramount Pictures / Warner Bros. Pictures / UIP
Direção: Zack Snyder
Roteiro: Alex Tse e David Hayter, baseado em graphic novel de Alan Moore e Dave Gibbons
Produção: Lawrence Gordon, Lloyd Levin e Deborah Snyder
Música: Tyler Bates
Fotografia: Larry Fong
Desenho de Produção: Alex McDowell

Elenco principal
Malin Akerman (Laurie Juspeczyk/Espectral)
Billy Crudup (Jon Osterman/Dr.Manhattan)
Matthew Goode (Adrian Veidt/Ozymandias)
Jackie Earle Haley (Walter Kovacs/Rorschach)
Jeffrey Dean Morgan (Edward Morgan Blake/Comediante)
Patrick Wilson (Dan Dreiberg/Coruja)
Carla Gugino (Sally Jupiter/Espectral)

2 comentários:

Hard Rockin' Man disse...

Já comprei meu gibi e tô lendo. Próximo pasos é assistir ao filme.

Monstrolândia disse...

He he he! vc fez o certo, apesar de muita coisa não ter entrado no filme, vc vai gostar.